Textões

Explicando por que o Mundial de 2000 é o primeiro e mais difícil da história

O Corinthians não é só o primeiro campeão mundial da história. Ele também é o campeão do Mundial Interclubes mais difícil de todos os tempos. E este textão aqui vai provar isso.

Antes de começar a dizer por que o Mundial de 2000 é tão foda assim, vamos desconstruir o mimimi dos rivais com argumentos:

“Mas o Mundial de 2000 não foi o primeiro”.

Foi o primeiro chancelado pela Fifa, reunindo os campeões de todos os continentes do planeta, com critérios de classificação pré-estabelecidos. Ou seja, foi o primeiro MUNDIAL. Se fosse um torneio que colocasse frente a frente o melhor time da Europa e o da América, seria chamado de INTERCONTINENTAL, como outro que acontecia antes.

“Ah, mas o Palmeiras foi o primeiro campeão mundial, em 1951”

Ao invés de rir na cara do colega palmeirense, é melhor argumentar. Para começar, não havia equipes do mundo todo, só da Europa e da América do Sul. Sobre os critérios de classificação, vale pegar um parágrafo da Wikipedia (devidamente provido de fontes no link).

O planejamento original da Copa Rio era contar com 16 clubes campeões, o mesmo número de participantes originalmente planejado para a Copa do Mundo de 1950, mas mediante as dificuldades para trazer quadros estrangeiros, reduziu-se para 8 o número de participantes, a serem os campeões dos dois principais estados do Brasil (Rio de Janeiro e São Paulo), de Portugal (em função dos laços afetivos com o Brasil) e dos países mais bem colocados na Copa do Mundo de 1950 (Uruguai, Espanha, Inglaterra, Suécia, Itália – porém, os possíveis representantes espanhol, inglês e sueco declinaram o convite e foram substituídos por equipes de Áustria, França e Iugoslávia)’.

Resumindo: basicamente, colou quem quis nesse torneio aí. Belo critério de classificação!

“Nossa, mas os jornais da época chamavam o torneio de Mundial”

Sabe os jornais e revistas que atualmente escrevem qualquer coisa por uma capa bombástica ou uma manchete atrativa?

Resultado de imagem para corinthians capa lance

Então, naquela época era do mesmo jeito.

“Mas o Corinthians nem deveria ter participado do Mundial de 2000”

O Corinthians se classificou para o Mundial de 2000 como representante do país sede. Para evitar confusão sobre qual ano seria o determinante para participar, o Timão foi logo bicampeão brasileiro em 1998 e 99. Problema resolvido! Este critério de classificação continuou válido em todas as edições do Mundial. O Atlético-MG, por exemplo, foi eliminado em 2013 pelo Raja Casablanca, equipe que representava o Marrocos, sede da competição.

“DEVERIA TER SIDO O PALMEIRAS”

Pede para seu amigo palmeirense sentar, tomar uma água e ouvir um pouquinho. O Corinthians se classificou como representante do país sede. O Palmeiras achava que deveria ir como representante da Conmebol, por ter vencido a Libertadores de 1999, mas o escolhido foi  o Vasco, campeão no ano anterior. ‘Ah, mas o Palmeiras ficou muito bravo e xingou muito a Fifa no fax, né?’. Na verdade, nãoO Palmeiras aceitou numa boa a presença do Vasco com a promessa de participar da edição de 2001 do Mundial, que, infelizmente, foi cancelada. Quem se sentir prejudicado, reclame com Mustafá Contursi.

Pronto.

Com o mimimi encerrado, é hora de falar sobre O MUNDIAL MAIS FODA DE TODOS OS TEMPOS.

 

Em tópicos, seguem os motivos pelos quais o Mundial de Clubes da Fifa foi o mais difícil da história.

  • Dois times europeus

 O Mundial de 2000 foi o único da história da Fifa que reuniu dois times da Uefa: Real Madrid, campeão da Liga dos Campeões em 1998 (e maior bicho-papão da história da Champions), e Manchester United, vencedor do torneio no ano seguinte. É um dado relevante, visto que nove dos 13 campeões da história da competição são europeus.

  •  Dois Sul-Americanos

Além do campeão da Libertadores, o torneio, por ter sido realizado no Brasil, teve um representante do País. Assim, Corinthians e Vasco participaram da competição e acabaram até decidindo o título. E vale lembrar que aquele Vasco não era um time qualquer. O ataque era formado por ninguém menos que Romário e Edmundo no ataque (e ainda Juninho Pernambucano na armação).

  • Craques, craques, muitos craques

Resultado de imagem para manchester united vasco

A quantidade de grandes jogadores no Mundial de 2000 é impressionante. Rapidamente, segue a escalação de uma seleção de craques do torneio (sem corintianos, é claro): Casillas; Gary Neville, Jaap Stam, Mauro Galvão e Roberto Carlos; Roy Keane, Fernando Redondo,  David Beckham e Ryan Giggs; Raúl e Romário. Isso significa que ficaram de fora nomes como Fernando Hierro, Juninho Pernambucano, Edmundo, Dwight Yorke…

Teve rival aí que foi campeão mundial em cima de um Liverpool que tinha no ataque Luis Garcia, Harry Kewell e Morientes no fim de carreira (e no segundo tempo ainda entrou Peter Crouch).

Resultado de imagem para peter crouch liverpool

Francamente.

(E teve rival que foi disputar o Intercontinental e passou vergonha diante de um time que tomou atropelo do Vasco, vice-campeão do mundo em 2000).

Resultado de imagem para palmeiras manchester united

  • Dois jogos contra rivais de peso

Para ser campeãoo Corinthians teve que enfrentar Raja Casablanca (Marrocos), Real Madrid, Al-Nassr (Arábia Saudita) e Vasco. Ou seja, duas equipes de menor expressão e duas de peso (como o Vasco era naquela época).

Desde então, em geral, para vencer o Mundial, é necessário superar só uma equipe de grande porte. Houve anos em que nem isso foi preciso, casos de 2010 e 2013. Nestas ocasiões, respectivamente, Inter e Atlético-MG perderam para Mazembe (Congo) e Raja Casablanca, abrindo espaço para títulos tranquilos de Inter de Milão e Bayern de Munique.

  • Festa em um palco do futebol mundial

Com todo respeito ao Estádio Internacional de Yokohama, onde o Timão de Tite e companhia comemorou o bi, e às outras arenas em Marrocos, Emirados Árabes Unidos e Japão que receberam as decisões do Mundial, mas se juntar a história de todos estes palcos não dá meio capítulo sobre o Maracanã. O estádio do Maracanazo, do milésimo gol do Pelé, da Invasão Corintiana e de tantos outros acontecimentos memoráveis é um palco digno da grandeza do primeiro Mundial de Clubes.

  • Campeão como ‘visitante’

Como a Fiel mostrou em 2012 ao invadir Yokohama e transformar o estádio em uma Arena Corinthians do outro lado do mundo, dificilmente o Timão teria minoria da torcida em um campo neutro. Mas no ano 2000 foi justamente isso que aconteceu devido ao duelo no Maracanã, com maior carga de ingressos destinada à torcida do Vasco.

Resultado de imagem para mundial 2000 final maracana

A verdade é essa: em 2000, na primeira vez na história em que se juntaram os vencedores de todos os cantos do planeta, o Corinthians foi campeão. E não teve Real Madrid, Manchester United, Romário/Edmundo, Beckham, Raúl, Giggs, torcida rival ou o escambau capaz de impedir Marcelinho, Edilson,Vampeta, Rincón, Dida, Luizão, Ricardinho e companhia de ganhar a porra toda. O Timão merecia estar lá. E quando deixam o Timão chegar, ninguém segura.

A história é essa, aceita que dói menos.

Deixe um salve